[RESENHA] Garota, Interrompida, de Susanna Kaysen

garota interrompida

Título: Garota, Interrompida

Autor: Susanna Kaysen

Editora: Única

Páginas: 189

5

 Não saber o que quer ser não é uma opção. Quando a realidade torna-se brutal demais para uma garota de 18 anos, ela é hospitalizada. O ano é 1967 e a realidade é brutal para muitas pessoas. Mesmo assim poucas são consideradas loucas e trancadas por se recusarem a seguir padrões e encarar a realidade. Susanna Kaysen era uma delas. Sua lucidez e percepção do mundo à sua volta era algo que seus pais, amigos e professores não entendiam. E sua vida transformou-se ao colocar os pés pela primeira vez no hospital psiquiátrico McLean, onde, nos dois anos seguintes, Susanna precisou encontrar um novo foco, uma nova interpretação de mundo, um contato com ela mesma.

Corpo e mente, em processo de busca, trancada com outras garotas de sua idade. Garotas marcadas pela sociedade, excluídas, consideradas insanas, doentes e descartadas logo no início da vida adulta. Polly, Georgina, Daisy e Lisa. Estão todas ali. O que é a sanidade? Garotas interrompidas.

Um relato pessoal, intenso e brutal que nos faz refletir sobre nosso papel na sociedade, Garota, Interrompida é uma leitura obrigatória, que inspirou o filme homônimo sucesso de bilheteria que concedeu a Angelina Jolie seu papel mais importante e o Oscar de melhor atriz coadjuvante.

Olá, enfim sexta-feira, dia da minha coluna de resenhas. Hoje, vim escrever sobre um livro do qual gosto muito, “Garota, Interrompida.” Primeiramente, gostaria de dizer que não sou fã de biografias, aliás, li pouquíssimas, mas Garota, Interrompida não é exatamente uma biografia, ele é um relato de como as pessoas com transtornos emocionais e psiológicos eram tratadas em meados dos anos 60.

Sussana, fugia dos padrões da época, tentou o suicídio com uma overdose de aspirinas, possuía uma mania de bater os pulsos freneticamente até ver eles machucados, não aceitava as regras impostas por ser professores, gostava de namorar e tinha medo das espinhas, vendo por este ângulo, parece que estou descrevendo uma menina normal, porém, Sussana, vivia em 1967, e isso fugia completamente do que era esperado na época, aos 18 anos, ela é internada em uma clínica psiquiátrica. O livro é muito inspirador, mas também bastante forte, nos faz mudar os conceitos de certo e errado, nele, não é relatado exatamente qual o problema de Susanna, mas ela acaba entrando em uma “realidade” e acreditando que possui algum tipo de demência. Além de relatar sua própria história, a protagonista ainda conta sobre suas colegas de hospital, sobre seu passado, e em vários momentos, explica a sua “loucura” com termos médicos, porém usando muitas metáforas.

Em muitos momentos em que estive lendo, me perguntei se realmente não era uma obra fictícia, pois algumas coisas relatas são bastante difíceis de acreditar, tornando o livro um tanto complexo. Com um vocabulário rico e cativante, Garota, Interrompida, vai te envolver das maneiras mais inesperadas possíveis, e te fazer rever conceitos e valores. Posso afirmar, que é um dos meus livros prediletos, e o final, é bastante surpreendente, espero que “Garota, Interrompida” te faça pensar, e rever seus conceitos. Recomendo.

Até a próxima.

Anúncios

3 comentários sobre “[RESENHA] Garota, Interrompida, de Susanna Kaysen

  1. Pingback: Melhores leituras de 2015 | Citando Palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s