#FILME: Cinquenta Tons de Cinza (2015)

D50iretor: Sam Taylor-Johnson.

Elenco: Dakota Johnson (Anastasia Steele), Jamie Dornan (Christian Grey), Eloise Mumford (Katherine Kavanagh), Luke Grimes (Elliot Grey), Rita Ora (Mia Grey), Victor Rasuk (José Rodriguez), Max Martini (Jason Taylor), Dylan Neal (Bob Adams), Callum Keith Rennie (Raymond Steele), Jennifer Ehle (Carla Wilks), Marcia Gay Harden (Grace Grey).

Gênero: Erótico.

4

Quando Anastasia Steele, uma estudante de literatura, vai entrevistar o rico Christian Grey, como um favor a sua colega de quarto Kate Kavanagh, ela encontra um belo, brilhante e intimidador homem. A inocente e ingênua Ana fica surpresa ao perceber seu desejo por ele, apesar de sua reserva enigmática e aconselhamento, ela encontra-se desesperada para chegar perto dele. Não sendo capaz de resistir à beleza de Ana e seu espírito independente, Christian Grey admite que ele também a quer, mas em seus próprios termos. Ana hesita quando ela descobre os sabores singulares de Christian Grey, apesar dos enfeites de sucesso – suas empresas multinacionais, a sua vasta riqueza, sua família amorosa – Grey é consumido pela necessidade de controlar tudo. À medida que Ana se aproxima, começa a descobrir os segredos de Christian Grey e explora os seus próprios desejos.

Não me lembro de já ter assistido a um filme tão fiel ao livro como Cinquenta Tons de Cinza é. Li o primeiro livro da trilogia faz algum tempo e quando assisti ao filme não sabia o que esperar, já me acostumei a assistir a filmes que foram criados baseando-se em algum livro e me decepcionar com as gravações (Dezesseis Luas foi exatamente assim, uma decepção), mas essa história erótica foi muito fiel e isso me pegou de surpresa, uma surpresa muito agradável.

É claro que não tem como colocar todos os detalhes que estão no livro da E. L. James em duas horas de filme, mas as cenas que assisti me agradaram muito por serem exatamente o que eu imaginava.

Cerca de 20% das cenas do filme são sexuais, mas isso não tornou Cinquenta Tons de Cinza um filme chatinho de assistir, pelo contrário, como já esperávamos essas cenas, elas deram ânimo ao filme. Devo dizer que teve falas engraçadas e não foram poucas, o diálogo várias vezes se tornou humorístico.

Com classificação indicativa para 16 anos de idade, o filme não mostra nada impróprio para menores. As cenas “picantes” são mais da nossa imaginação pelas imagens que assistimos.

Em alguns sites encontrei textos informando que Cinquenta Tons de Cinza é uma versão adulta e sem o filtro sobrenatural da saga Crepúsculo, achei ruim essa comparação (não sou fã dessa saga de vampiros), mas tem sentido: Anastasia tem o mesmo estilo tímida da Bella; o romance proibido que aparece em Crepúsculo também aparece em Cinquenta Tons de Cinza.

Mas não se deixem enganar por essa comparação que, na minha opinião, é equivocada. O filme é muito bom e tem várias cenas intensas, na verdade o filme todo é muito intenso.

LEIA TAMBÉM: Aplicativos do filme “Cinquenta Tons de Cinza”

LEIA TAMBÉM: [RESENHA] Cinquenta Tons de Cinza, de E. L. James

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s