[RESENHA] Os Filhos de Sétimo, de André Vianco

cover7Título: Os Filhos de Sétimo (O Turno da Noite #1)

Autor: André Vianco

Editora: Novo Século

Páginas: 229

3,5

O Turno da Noite surgiu para agitar o submundo. Quatro vampiros recém-trazidos para a vida noturna são atraídos por um vampiro ancião que vive em São Paulo. Ignácio oferece proteção e ensinamentos para os novatos em troca de suas habilidades para lutar contra o crime organizado. Uma mistura explosiva que vai sacudir a cidade e mergulhar o leitor em suspense, ação e mistério. Vampiros, lobisomens e anjos se misturam num conflito onde não sabemos ao certo quem é herói e quem é bandido.
Compre seu bilhete, tome seu lugar, ‘O Turno da Noite’ vai zarpar para uma viagem inesquecível.
Esse livro tem ligações com seus antecessores – ‘Os Sete’ e ‘Sétimo’.

Para quem já leu “Os Sete” e “Sétimo”, dois livros do autor André Vianco, por mais que não tenha gostado da história deles (meu caso), pode se surpreender muito com a história da trilogia O Turno da Noite. Já no primeiro volume, André Vianco nos trás lembranças dos livros de vampiros que lançou anteriormente.

A vida de Patrícia, Bruno, Raul e Alexandre em sua inicialização no Turno da Noite com as desconfianças embaçadas no novo chefe e os conflitos entre si torna ainda mais complicada a convivência dos novatos na escuridão. Além dos novos pupilos de Ignácio, criados pelo tão famoso Sétimo, acompanhamos também a difícil fuga dos lobos, crias de Dom Afonso, e sua transformação dolorosa.

Como se não bastasse o grupo Operações Especiais estar em seu encalço ainda tem Tobia e Dimitri, caçadores de vampiros que a cada aventura desvendam mais rapidamente os sinais da vida noturna.

Gostei muito deste primeiro volume da trilogia do André Vianco, me surpreendeu bastante, talvez seja pelo estilo do livro que é quase o mesmo de Os Sete Sétimo mas, ao mesmo tempo, não teve aquele soninho que me deu ao ler esses últimos. O problema da história foi o enredo que, na minha opinião, é uma das partes que deve ser melhor avaliada. A narrativa que passa de um personagem para outro também não me agradou, quando estou prestando atenção no que ocorre com um personagem o autor muda.

Anúncios

2 comentários sobre “[RESENHA] Os Filhos de Sétimo, de André Vianco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s