[RESENHA] Esta é uma história de amor, de Jessica Thompson

esta-e-uma-historia-de-amor_1.jpg.1000x1353_q85_cropTítulo: Esta É Uma História de Amor

Autor: Jessica Thompson

Editora: Novo Conceito

Páginas: 400

4

Um rapaz conhece uma menina e a menina se apaixona pelo rapaz – até aí, nenhuma novidade. Mas, com Sienna e Nick, as coisas não acontecem do jeito que costumam acontecer nas histórias de amor. Tudo bem que ela o achou superparecido com o Jake Gyllenhaal, seu ator preferido. E ele teve o maior frio na barriga quando viu aqueles lindos olhos azuis-escuros no metrô. Nada disso importa quando a gente está fechado para balanço. Ela é frágil… Tem tantos segredos. E ele não está a fim de nada sério. Engraçada e ao mesmo tempo triste, esta é a história de duas pessoas destinadas a não ficarem juntas… mesmo sendo a coisa que elas mais querem no mundo.

Este livro é para aquelas que se encantaram com “Um Dia” ou com “Simplesmente Acontece”, a história é clichê, os amigos que se conhecem, apaixonam-se, mas evitam este sentimento para o bem de uma amizade. Esta é uma história de amor é exatamente sobre isso. Siena tem 20 anos é romântica, sensível e em muitos momentos insegura. Possui uma mania de observar as pessoas que não conhece e pensar que cada uma possui algo especial, algo que é só dela, este hábito é muito importante no desenvolvimento da história e do personagem. Um dia em uma metrô, ela vê um rapaz que chama sua atenção por ser parecido com o ator, Jake Gyllenhaal  e acaba fazendo uma piada com ele. Sienna não sabia, que ele por acaso trabalhava no mesmo local que ela e estava apenas de recesso, então Nick e a garota acabam ficando próximos por causa do local de trabalho. Nick é um homem sete anos mais velho que a garota, está passando por uma fase complica devido a uma separação bastante turbulenta, no inicio do livro, vemos Nick como um personagem triste, mas ao desenvolver a história percebemos que era só uma fase ruim.

A narração é feita do ponto de vista de Sienna e Nick, e isto fez com que eu gostasse mais ainda da história, o andamento do livro acaba criando personagens muito explorados, e em vários momentos Sienna relata situações de seu passado e isso influência muito no romance.

Anúncios

#FILME: Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas (2004)

images (1)

Direção:  Lone Scherfig

Elenco: Ewan McGregor, Albert Finney, Billy Crudup, Jessica Lange, Helena Bonham Carter, Alison Lohman, Missi Pyle, Danny DeVito, Steve Buscemi

Gênero: Drama

filme 5

Ed Bloom é um grande contador de histórias. Quando jovem, Ed saiu de sua pequena cidade-natal,Ashton no Alabama, para realizar uma volta ao mundo. A diversão predileta de Ed, já velho, é contar sobre as aventuras que viveu neste período, mesclando realidade com fantasia. As histórias fascinam todos que as ouvem, com exceção de Will, filho de Ed. Até que Sandra, mãe de Will, tenta aproximar pai e filho, o que faz com que Ed enfim tenha que separar a ficção da realidade de suas histórias.

Com certeza esta é a resenha de filme mais difícil que estou fazendo para o Citando Palavras. Este é um dos filmes mais fantásticos e lindos que já assisti, me emociono sempre que olho e é uma das obras cinematográficas que sempre indico. Gosto de histórias que desenvolvem nossa criatividade e que podem ser entendidos de maneiras diferentes dependendo do ponto de vista, e isso torna “Peixe Grande” um dos melhores filmes de Tim Burton em minha opinião.

O filme é baseado no livro do escritor americano Daniel Wallace “Big Fish: A Novel of Mythic Proportions” que conta a vida de Edward Bloom, um homem que passou a vida contando histórias, e isto o torna amado e respeitado por todos, menos pelo seu filho Will, que diz nem conhecer o pai de tantas mentiras que ele contou ao longo de sua vida.

Mas quando ficou sabendo que seu pai está prestes a morrer, Will volta para casa, para tentar conhecer e dar uma chance para suas histórias.

Não posso contar mais do que isso sobre o filme, afinal devem assistir para descobrir, porém vou citar apenas duas cenas que eu considero nada menos que fantásticas.

A cena em que Edward diz que esta apaixonado por Sandra, eles estão no meio de um campo de narcisos, flor preferida da moça.

A cena em que Edward diz que esta apaixonado por Sandra, eles estão no meio de um campo de narcisos, flor preferida da moça.

E a minha outra cena preferida é quando Ed descobre a maneira como ele irá morrer, que ele nunca revela, e isto acaba sendo uma das dúvidas de Will.

O filme é intrigante, sensível e maravilhoso, espero que te conquiste como me conquistou.

abraços

#SERIADO: 2 Broke Girls

images

A série segue as aventuras das colegas de quarto Max e Caroline, financeiramente pobres, que se esforçam para iniciar um negócio de cupcakes na área de Williamsburg, no Brooklyn,Nova York.

A coluna de hoje é sobre 2 Broke girls, um seriado de comédia que narra a história de Max uma garota filha de mãe pobre e trabalhadora e de pai desconhecido e de Caroline que nasceu rica mas seu pai acabou sendo pego em uns esquemas e foi preso. As protagonistas trabalham de garçonetes em um restaurante e sonham juntas em abrir uma loja de cupcakes.

O seriado tem 89 episódios divididos em 4 temporadas. E afirmo pra vocês é diversão na certa.

Abraços, e mandem sugestões.

#LIVRO X FILME: A Culpa é das Estrelas

A coluna mensal de maio é sobre um livro/filme que tornou-se fenômeno mundial, então achei interessante escrever sobre destacando os pontos mais interessantes do livro/filme.

Livro:

aculpaTítulo: A Culpa é das Estrelas

Autor: John Green

Editora: Intríseca

Páginas: 288

4

Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

Para iniciar, gostaria de contar que a personagem Hazel Grace foi inspirada em uma amiga do autor do livro, deixando claro, que ela não viveu a mesma história que a personagem, mas infelizmente sofria da mesma doença, então antes de falar do livro em si, vou contar um pouquinho sobre a garota que motivou John a escrever a história.

Esther Grace Earl foi diagnosticada com câncer de tireoide aos doze anos, uma menina talentosa e cheia de sonhos, fez jus ao seu nome (Esther significa Estrela em Persa) marcou a vida de muitas pessoas, filha, irmã e amiga divertida manteve até o final com fé.

Esther passou a fazer vlogs e isso fez com que ela conseguisse manter força para continuar sem perder as esperanças, devido a internet acabou tornando-se amiga de John Green. Mas infelizmente em 2010 acabou falecendo logo após completas 16 anos. A menina ganhou uma biografia, que conta com depoimentos de seus pais, irmãos e amigos, introdução de John e várias páginas de seus diários.

Este é o livro sobre a vida de Esther, posso afirmar que é autentico e incrível.

Este é o livro sobre a vida de Esther, posso afirmar que é autentico e incrível.

A Culpa é das Estrelas, trata de um tema muito forte, câncer. Hazel Grace, personagem principal foi diagnosticada ainda criança, então desde cedo precisou conviver com a doença e na minha visão, ela parecia ter desistido da vida. Um dia sua mãe a obriga a voltar a visitar um grupo que apoia pessoas com câncer, lá ela conhece um amigo de Issac que também faz parte do grupo, Augustus Waters.

Augustus e Issac são dois personagens muito bem escritos, eu considerei Issac bastante explorado para um personagem secundário, ele teve um tipo de câncer que afetou sua visão, é um personagem que demonstra ser muito sentimental e mostra as coisas que somos capazes quando apaixonados. Gus, como Augustus é conhecido, está a quase um ano sem a doença, mas uma das consequências mais drásticas que ela trouxe foi o amputamento de uma das pernas, ele e Hazel passam a ser mais amigos e acabam apaixonando-se, podemos perceber que ela é bastante resistente a relação porque sabe os riscos que tem. Hazel apresenta seu livro preferido para Gus, e juntos vão a Amesterdã conhecer o escritor, lá ficam juntos pela primeira vez, e assim a garota descobre que não é ela quem está mais perto da morte e sim, seu amado.

O livro é narrado apenas na visão da garota, o que eu considerei um pouco chato, porque em vários momentos desejei saber o lado de Gus, seus pensamentos mais profundos, seus medos. Com exceção disto, A Culpa é das Estrelas é intrigante e lindo, te faz sentir vontade de ser amigo dos personagens.

Filme:

download

Direção: Josh Boone

Elenco: Shailene Woodley, Ansel Elgort, Nat Wolff

Gênero: Romance, Drama

4

Diagnosticada com câncer, a adolescente Hazel Grace Lancaster (Shailene Woodley) se mantém viva graças a uma droga experimental. Após passar anos lutando com a doença, ela é forçada pelos pais a participar de um grupo de apoio cristão. Lá, conhece Augustus Waters (Ansel Elgort), um rapaz que também sofre com câncer. Os dois possuem visões muito diferentes de suas doenças: Hazel preocupa-se apenas com a dor que poderá causar aos outros, já Augustus sonha em deixar a sua própria marca no mundo. Apesar das diferenças, eles se apaixonam. Juntos, atravessam os principais conflitos da adolescência e do primeiro amor, enquanto lutam para se manter otimistas e fortes um para o outro.

O filme pode ser considerado bastante fiel ao livro, mas vou apresentar alguns fatos relevantes.

Algumas cenas foram modificadas e fizeram perder um pouco do sentido da história, inclusive uma das minhas partes preferidas do livro foi cortada no filme. No dia da viagem para Amesterdã, Hazel e a mãe vão até a casa de Gus lá escutam uma discussão entre o garoto e sua família, então Hazel já fica desconfiada de alguma coisa, mas no filme isto não acontece, então a moça vai viajar sem nem desconfiar que o câncer de Augustus possa ter voltado. Outros pontos de extrema relevância é que, quem não leu o livro, não sabe que Gus teve outra namorada antes de Hazel e muito menos que Hazel não era apenas uma menina com câncer que ficava em casa todos os dias, ela tinha uma amiga com quem saia algumas vezes.

Desconsiderando estes fatos, posso afirmar que é um filme bem leal ao livro, o que fez a felicidade de muitos fãs.

Abraços, mandem sugestões.

Final da 10ª temporada de Supernatural

10525658_10152120155636044_8011492579430316549_n

Supernatural terminou a décima temporada melhor do que foi o início dela! Nesses últimos episódios fiquei chocada com a morte da amiga deles* (que não vou mencionar o nome porque nessa parte não deve ter spoilers, continuem lendo para saber o nome, estará ao final desse post) e com muitas das ações de Dean. Os atos de Dean que mais chamaram a minha atenção (não de uma forma boa!) foi quando ele bateu muito no Castiel, foi muito cruel. Mas, é claro, todos devem saber que nada disso aconteceria se ele não estivesse carregando a Marca.

 

CONTÉM SPOILERS Continuar lendo

[RESENHA] A Verdade Sobre Nós, de Amanda Grace

images

Título:  A Verdade Sobre Nós

Autor: Amanda Grace

Editora: Intríseca

Páginas: 208

2

Madelyn Hawkins está cansada. Cansada de ser sempre perfeita. Cansada de tirar A em tudo. Cansada de seguir à risca os planos que os pais fizeram para ela. Madelyn Hawkins está cansada de ser algo que não é, algo que não quer ser. E então ela conhece Bennet Cartwright. Inteligente, sensível, engraçado. A seu lado, ela se sente livre e independente. Uma história que poderia muito bem ter um final feliz, não fosse por um detalhe: Maddie tem apenas 16 anos, e Bennet, além de ter 25 anos, é seu professor. Pressionada pelos pais a participar de um programa para jovens talentos, Maddie pula dois anos do Ensino Médio e vai direto para a faculdade, onde conhece e se apaixona pelo professor de biologia. O sentimento é recíproco, e para dar uma chance àquele novo relacionamento que lhe faz tão bem, ela decide não contar para Bennet sua idade. Não demora muito para que as coisas comecem a dar errado, e as consequências da farsa de Maddie ganham contornos devastadores quando a verdade vem à tona.

Este foi um livro pelo qual eu me apaixonei, não estava procurando, nunca tinha escutado falar, mas um dia vi esta capa, li o resumo e devorei o livro.

Maddie é o esteriótipo de menina perfeita, boa filha, aluna exemplar, e apenas para provar isto ela acabou passando em um programa para jovens talentos que a colocou na faculdade com 16 anos. Ela deve cursar matérias que deem pontos na escola, está tendo que conciliar os dois, nesse ponto percebi uma fraqueza e uma insegurança da personagem o que contribuiu muito para o desenrolar da história.

Para felicidade dos leitores que adoram um romance, ela acaba tendo uma aula de biologia e seu professor se chama Bennet e ele é simplesmente lindo, a garota passa a admira-lo e percebe que este sentimento vai além de um deslumbre profissional, mas está se tornando amor e o destino acaba unindo os protagonistas fora de sala de aula. Após alguns encontros, eles se tornam cada vez mais próximos e isso não seria se, Madelyn tivesse esclarecido que, tem apenas dezesseis anos.

Desde o inicio da leitura já fica claro que eles não ficam juntos e que o final do romance deles foi muito traumático, pois ele é todo escrito em forma de cartas da garota para o professor.

Alguns pontos que quero salientar, na minha visão Bennet não me pareceu tão apaixonado por Maddie, e um ponto que considerei falho foi que não temos o ponto de vista do rapaz, só o dela, acho que faltou um aprofundamento maior.

Achei interessante escreverem sobre a estrutura familiar da garota e neste ponto foi mostrado em algumas partes que a família não era tão perfeita como demonstravam, mas faltou investigar mais sobre os pais da protagonistas.

Por hoje é só, se lerem me mandem opiniões, estou sempre aberta a sugestões.

Abraços!