Resenha | O Homem que Ouve Cavalos, de Monty Roberts

o-homem-que-ouve-cavalosTítulo: O Homem que Ouve Cavalos

Autor: Monty Roberts

Editora: Bertrand Brasil

Páginas: 362

Compre: Amazon

O dom inigualável de Monty Roberts para lidar com cavalos fez dele um mestre na utilização da linguagem na comunicação, chamada por ele de “Equus”. Utiliza métodos revolucionários de comunicação, os quais já empregou em mais de 3.000 animais, ao longo de mais de 40 anos de trabalho. O amor pelos cavalos, que considera irmãos, e seu aguçado senso de observação fizeram dele um pioneiro na comunicação. Descobriu que é a égua mais velha que traça os itinerários e castiga os potros mais rebeldes. Enquanto que o papel dos garanhões é apenas cuidar dos seus haréns e vigiar os animais predadores.

IMG_4322

A capa do livro é muito bonita, apresenta os cavalos selvagens que Monty descreve na história. Quando vi o livro na livraria a capa chamou minha atenção imediatamente.

IMG_4325

A diagramação do livro é simples, mas em todas as páginas tem o desenho de um cavalo no rodapé. O tamanho da fonte, margem e espaçamento são bons para a leitura. As páginas são amareladas. Na metade do livro tem fotos de Monty com seus cavalos e trabalhando, a folha onde estão as fotos é adequado para fotografias.

IMG_4324

As 362 páginas são divididas em 6 capítulos mais o prólogo. Os capítulos são bem longos, mas apresentam divisão.

sobre a história

Monty cresceu assistindo seu pai chicotear e “ensacar” os cavalos para que o obedecessem. Segundo seu pai, os cavalos apenas entendiam o medo e, por isso, é preciso “quebrar” um cavalo para domá-lo. O pai de Monty afirmava que se não machucasse os animais antes, eles iriam machucá-lo. Os métodos violentos de doma que via desde criança fez com que o garoto procurasse outros meios para fazer os animais obedecerem.

O tio de Monty, Ray, viveu alguns anos com seus ancestrais Cherokees e contou para o garoto que esse povo capturavam cavalos selvagens pelo método “Avançar e Recuar”. Os Cherokees perseguiam os cavalos por alguns dias, pressionando os animais a fugirem e depois retornavam. A tendência dos cavalos seria seguir os humanos, pressionando-os como haviam sido pressionados. Essa foi a primeira lição que deu esperanças para Monty de conseguir mostrar ao seu pai e ao mundo que os cavalos podiam ser domados mesmo sem o uso de violência.

Com o passar do tempo, Monty descobriu que o respeito podia ser usado para ganhar a confiança dos cavalos, dessa forma ele induzia os animais a fazerem o que ele quiser sem precisar agredir e mostrar o que “deve” fazer.

Em uma excursão para observar os cavalos selvagens em Nevada, Monty descobriu a linguagem que batizou de “Equus”, a linguagem utilizada pelos próprios cavalos foi utilizada por ele para criar uma conexão com os animais e seu uso é fundamental para a iniciação dos equinos.

Um fato curioso contado no livro é a comunicação e confiança entre Monty e cervos e corças. Após ter se tornado dono da Flag Is Up Farms, Monty reparou que havia muitos cervos no terreno e tentou a linguagem “Equus” com eles. O resultado foi excelente, mas descobriu que esses animais são mais sensíveis do que os cavalos.

O reconhecimento mundial dos métodos de Monty iniciaram com o convite da Rainha Elizabeth II para uma demonstração em seu castelo.

minhas impressões

Desde que encontrei esse livro na livraria soube que precisava conhecer a história de Monty e sua forma de lidar com os cavalos, seus métodos para iniciar (domar) os cavalos são bem descritos no livro, com dicas e explicações. O comportamento dos equinos é o principal foco do livro, sendo em vida livre, como selvagens, ou após a doma.

É um livro excelente que mudou meu pensamento sobre biografias. Essa foi a primeira vez que li uma biografia e o que mais me encantou foi a escrita clara e de fácil imaginação, principalmente quando são descritas as diversas situações onde Monty lidou com cavalos xucros e problemáticos. Assim que terminei a leitura percebi que Monty agora é um dos meus heróis, além de fazer tudo o que está ao seu alcance para que os cavalos sejam bem tratados, ele também apresenta uma lição de vida sobre nunca desistir dos seus sonhos, mesmo que os outros julguem como impossíveis de serem realizados.

Acredito que qualquer pessoa que tenha interesse em aprender mais sobre cavalos, suas manias e como corrigi-las deveria ler esse livro, ele traz informações e esclarecimentos sobre muitas ações dos equinos e formas como podemos lidar com os problemas que surgirem para esses animais. Ao final do livro tem um guia rápido sobre como iniciar um cavalo seguindo os métodos criados por Monty.

Para quem se interessar pode também acessar o site Monty Roberts University, no site é possível encontrar aulas em vídeo para ajudar as pessoas que tem interesse em aprender os métodos de Monty para iniciar os cavalos.

horsemanship0

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s