Resenha | Starters, de Lissa Price

STARTERS_1342625638BTítulo: Starters (Starters #1)

Autor: Lissa Price

Editora: Novo Conceito

Páginas: 368

Compre: Amazon

Seu mundo mudou para sempre.

Callie perdeu os pais quando as guerras de Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha.

A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbador em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Old Man. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Terminais — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o neurochip que colocam em Callie está com defeito e ela acorda na vida de sua locadora, morando em uma mansão, dirigindo seus carros e saindo com o neto de um senador.

Parece quase um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que se divertir — e que os planos de Prime Destinations são tão diabólicos que Callie nunca podia ter imaginado…

IMG_4196

A capa do livro é muito bonita e chama atenção nas livrarias. O detalhe de cores diferentes nos olhos da garota instiga o leitor, é um efeito clássico para demonstrar duas almas em um só corpo.

IMG_4139

A diagramação do livro é simples, mas agradável. O tamanho de fonte, margem e espaçamento são bons para a leitura.

IMG_4194

As 368 páginas do livro são divididas em 30 capítulos. Os capítulos em geral são longos, mas possuem divisões de cena.sobre a história

Starters conta a história de uma garota que, assim como todos os outros jovens, perdeu os pais na Guerra dos Esporos e, pouco tempo depois, teve que deixar sua casa. Fugindo dos Enders (pessoas idosas que passam facilmente dos 150 anos, alguns já estão próximos dos 200) e cuidando de seu irmão de 7 anos na rua, Callie se vê obrigada a doar seu corpo para a Prime Destinations por algum tempo, pois eles prometiam que ao final do contrato ela receberia uma quantia bem generosa de dinheiro.

Durante a doação do corpo, Callie dormiria e uma Ender que tivesse interesse e dinheiro se apoderaria do corpo até que o contrato terminasse. A Ender usaria o corpo da garota como se fosse seu próprio, o objetivo era dar aos Enders a chance de poder reviver experiências que somente eram possíveis nos corpos jovens (como praticar esportes).

O maior problema foi que a conexão de Callie com o programa da Prime Destinations começou a apresentar falhas, durante as falhas Callie reassumia o controle de seu corpo por curtos períodos. Imagine acordar em um lugar totalmente desconhecido, com pessoas que nunca viu e sem saber o que está fazendo ali ou como ir para casa? Era o que se passava na mente da garota sempre que despertava. Principalmente depois que descobriu os motivos que levaram Helena, sua inquilina, a contratar a Prime e o que a Ender pretendia fazer com seu corpo.

Tudo o que Callie faz, ou tenta fazer, é pelo bem de seu irmão, mas após algumas conversas com Blake percebe que quando perde o controle do próprio corpo a inquilina pode fazer o que bem entender e nada a impedirá.

Quando revelado, o sombrio passado de Helena se torna parte de Callie e a garota tenta ajudar sua nova amiga, mas a chance que tinha passou enquanto buscava confirmar as fontes de Helena. Agora Callie tem que lutar para sobreviver e para salvar seu irmão e amigos.

minhas impressões

Desde o lançamento do livro fiquei maravilhada com a capa, mas apenas recentemente tive oportunidade de ler. A espera foi longa, mas valeu a pena.

Deve ser estranho ter seu corpo controlado por outra pessoa, principalmente na hora de acordar e perceber que uma parte de sua vida sumiu. Não saber se comeu, se dormiu, tomou banho nem qual dia é. Callie descreve a experiência como acordar de um sono profundo, sem lembrar-se dos sonhos.

Encontrei duas palavras faltando na história, tive que deduzi-las, mas não percebi nenhum outro erro.

A cena onde Callie sai correndo da cerimônia e perde o sapatinho ao descer as escadas, sendo que Blake corre atrás dela com esse sapato nas mãos me lembrou muito um dos meus contos de fadas preferido: Cinderela.

Gostei muito da história, muito mesmo. A revelação no penúltimo capítulo do livro me deixou arrepiada, a notícia bombástica e assustadora me fez voltar alguns capítulos para reler algumas cenas com “outros olhos”. Em um mundo onde o aluguel de corpos é possível, é ainda mais difícil saber em quem confiar.

Para quem gosta de distopias esse livro é perfeito. E para quem não gosta, deveria dar uma chance.

nota livro 5

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha | Starters, de Lissa Price

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s