Resenha | Cidade de Vidro, de Cassandra Clare

Confira as resenhas dos livros anteriores: Cidade dos Ossos (#1) e Cidade das Cinzas (#2).

Aviso: Esta resenha pode conter spoilers dos livros anteriores.


CIDADE_DE_VIDRO_144747243453783SK1447472434BTítulo: Cidade de Vidro (Os Instrumentos Mortais #3)

Autora: Cassandra Clare

Editora: Galera Record

Páginas: 474

Compre: Amazon

Clary está à procura de uma poção para salvar a vida de sua mãe. Para isso, ela deve viajar até a Cidade de Vidro, lar ancestral dos Caçadores de Sombras, criando um portal sozinha. Só mais uma prova de que seus poderes estão mais sofisticados a cada dia. Para Clary, o perigo que isso representa é tão ou menos assustador quanto o fato de que Jace não a quer por perto. Mas nem o fora de Jace nem estar quebrando as regras irão afastá-la de seu objetivo: encontrar Ragnor Fell, o feiticeiro que pode ajudá-la a curar a mãe.

IMG_4291

A capa é muito linda. Apresenta Alicante, a cidade de vidro, cenário de praticamente toda história do livro. Não podia deixar de comentar que o garoto na capa é Sebastian, ele tem sua primeira aparição neste livro da saga e deixa a promessa de estar presente em várias encrencas futuras. As faíscas que parecem irradiar da capa deram um toque muito especial para a história, representando a batalha contra Valentim.

IMG_4294

A diagramação do livro é simples, mas agradável. A maneira como as letras foram impressas não favoreceu o livro, pois algumas páginas ficaram com um tom muito forte e outras nem tanto, mas o que mais me desagradou foi que algumas letras e pontuações não foram impressas (ficou um espaço onde deveria estar o caractere). As folhas são amarelas.

IMG_4292

As 474 páginas do livro são divididas em 20 capítulos mais o epílogo. Os capítulos em geral são longos, mas costumam ter divisão de cenas.

sobre a história

Clary quer ir para Alicante, a capital de Idris, encontrar a única pessoa que pode salvar sua mãe (o feiticeiro Ragnor Fell), para isso ela decide aproveitar que os Ligthwood e Jace foram convocados para uma reunião com a Clave e ir junto com eles para a Cidade de Vidro. Mas Jace é contra a ida dela para Idris, pois acredita que se a Clave descobrir a grandiosidade do dom de Clary com os símbolos, iriam usá-la na linha de frente em suas batalhas contra Valentim.

“- O que Clary pode fazer muda tudo o que entendem como verdade. Nenhum ser humano pode criar novos símbolos, ou desenhar as coisas que Clary desenha. Só anjos têm esse poder.”

Após os Ligthwood e Jace passarem pelo portal a caminho de Idris (e, como efeito colateral, levarem Simon junto) sem Clary, a garota cria seu próprio portal e o atravessa sozinha. Para sorte ou azar da garota, Luke atravessa o portal com ela e a salva quando caem no Lago Lyn.

Algumas horas após chegar em Alicante com Luke, Clary vai ao encontro de Jace esperando que terem-na deixado para trás fosse um acidente. Mas após uma breve briga entre o casal desafortunado, Clary entende que não é bem vinda na cidade e acaba sendo socorrida por Sebastian que se oferece para ajudar a encontrar Ragnor Fell.

Simon acaba se metendo em confusão por ser uma Criança Noturna que pode andar ao sol. A Clave está determinada a entender como isso acontece e se aproveitam da oportunidade de ter o vampiro diurno na cidade dos Caçadores de Sombras. Por sorte, Simon tem amigos dispostos a fazer o que for preciso para salvá-lo.

“- Um vampiro de verdade sabe que está morto. Aceita a própria morte. Mas você, você acha que é um dos vivos. E é isso que o faz tão perigoso. Não consegue reconhecer que não está mais vivo.”

Por volta da metade do livro descobrimos muitos dos segredos de Valentim, até mesmo o que ele fez com Clary e Jace antes do nascimento deles. Finalmente entendemos como os protagonistas tem poderes tão incomuns. Além disso, Jace também encontra um motivo para justificar seu sentimento “incestuoso” em relação a Clary.

“- Não dá pra fingir – disse Jace, objetivo. – Eu amo você, e vou amar até morrer, e se houver vida depois disso, vou amar também.”

Alicante, por ser a capital dos Caçadores de Sombras, deveria ser uma cidade completamente segura, mas Valentim, com a ajuda dos Caçadores de Sombras traidores, consegue encontrar uma forma de mostrar para a Clave que o que eles acreditam nem sempre é a verdade e, com isso, declara guerra contra todos os Caçadores de Sombras que não se unirem a ele.

Mais para o final do livro, Clary fica sabendo toda a verdade que sua mãe havia tentado esconder sobre si mesma, sobre Jace e sobre Valentim e essas informações mudam todo o rumo da história e do possível romance entre os pombinhos.

minhas impressões

Quando Sebastian se oferece para ajudar Clary e os pensamentos da garota lhe dizendo que o “príncipe sombrio e misterioso” que ela desenhava era o mesmo garoto que ela estava vendo, achei que mais um triângulo amoroso iria se formar nessa série, mas por sorte não durou muito.

A história a partir das descobertas de Jace e Clary na antiga casa dos Wayland quando vão buscar o “livro Branco” tornou a história ainda mais interessante e empolgante. Os segredos revelados me fizeram repensar nos detalhes que os protagonistas já vivenciaram.

Com os segredos revelados para Clary e Jace sobre seus passados, seus futuros e a forma como um vê o outro mudam drasticamente. Não posso dizer se o amor ou se a família são priorizados, isso seria dar spoiler, mas saibam que muitas reviravoltas ocorrem durante o enredo e a autora tornou tudo mais intrigante com os pequenos detalhes que são revelados aos poucos.

Reviravoltas é o que mais acontece na história. A cada vez que descobrem mais informações sobre o passado de Jonathan e Clarissa, logo descobrem que entenderam tudo errado e que muitos detalhes importantíssimos haviam sido deixados de lado.

Clary e Simon estão tentando voltar a ser apenas amigo, mas após terem tentado namorar no livro Cidade das Cinzas, a relação dos dois ficou complicada. Felizmente, ao verem um ao outro machucados se acertaram novamente, o que deixou a amizade deles mais forte do que nunca.

A história ao final de Cidade de Vidro terminou tão bem resolvida que poderia dizer que a série teve fim, mas para nossa alegria ainda teremos muitas aventuras para nossos amados Caçadores de Sombras e membros do submundo vivenciarem.

nota livro 5 favorito <3 s2

Anúncios

8 comentários sobre “Resenha | Cidade de Vidro, de Cassandra Clare

  1. Eu amei a Resenha | Cidade de Vidro, de Cassandra Clare, mapara eu poder entender melhor com certeza vou ler primeiro Cidade das cinzas. Mas peloque tudo indica os pombinhos irao se apaixnoar e ficar juntos. assim espero. Lindo demais.
    bjs
    tatyana sylva

    ,

    • Oi! Tudo bem sim, e contigo?
      Que legal!! Não tinha pensado assim, mas compartilho do seu sentimento e essa explicação é bem provável de ser verdadeira, hahaha.
      Obrigada pela visita e por ter deixado esse comentário! =) Beijos

  2. Oii!
    Primeiramente, adorei o blog! Parabéns!
    Adorei a sinopse do livro, não vejo a hora de ter um tempinho pra começar essa saga….adoro gêneros do tipo!
    Beijos!

  3. Oi! Adorei o blog e sua resenha, claro! Sou apaixonada por essa saga. Li os primeiros 2 e em breve começarei esse. Tenho todos na minha estante e adorooo meus amados livros!!! Beijos e continue com muito sucesso no seu blog.

    • Obrigada pelo incentivo Márcia!! Leia logo “Cidade de Vidro” e vamos discutir alguns detalhes! Hehehe. Se quiser já podemos falar sobre os dois primeiros =p Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s