Hotel Stanley, inspiração de Stephen King para “O Iluminado”

O Hotel Stanley inspirou Stephen King a escrever o livro “O Iluminado” em 1977, e depois de algum tempo o livro serviu de base para o filme aterrorizante de Stanley Kubrick que foi lançado de 1980. Em 1997 foi lançada uma minissérie com 3 episódios onde o roteiro foi escrito pelo próprio Stephen King.o-hotel-stanley-e-uma-construcao-em-estilo-georgiano-branca-que-chama-a-atencao-na-rodovia-34-rumo-ao-centro-de-estes-park-uma-cidadezinha-a-112-km-de-denver-1364852270853_615x300

O Hotel Stanley que chama a atenção na Rodovia 34 rumo ao centro de Estes Park, uma cidadezinha a 112 km de Denver. F. O. Stanley e seu filho, F. E. Stanley, construíram a estrutura de 2.230 metros quadrados para a mulher, Flora, que queria receber seus amigos da elite. A residência foi um sucesso tão grande e numa área tão bonita que, em 4 de julho de 1909, o casal decidiu transformá-lo num hotel.

A certa altura coisas inexplicáveis começaram a acontecer: luzes que acendiam e apagavam sozinhas; malas eram desfeitas misteriosamente; quando não havia ninguém nos corredores, podia-se ouvir crianças brincando…

Mas o mais importante para a história do hotel foi o evento que ocorreu em 1974, quando o escritor Stephen King passou uma noite no quarto 217.

chave-para-o-quarto-217-suite-onde-stephen-king-passou-a-noite-em-1974-1364852243779_615x300

Diz a lenda que King era o único hóspede (até 1982 não havia aquecimento no Stanley, fazendo dele um negócio temporário – e bem pouco rentável – durante as primeiras sete décadas). Stephen então teve um pesadelo em que seu filho, na época com três anos, era perseguido pelos corredores e acordou com um sobressalto.

Enquanto se acalmava fumando um cigarro e olhando pela janela no meio da noite, King encontrou a inspiração para escrever “O Iluminado”.

Desde então, o Quarto 217 se tornou uma lenda. É o mais requisitado do hotel e celebridades como Johnny Depp e o Imperador do Japão já ficaram lá.

O livro:

O_ILUMINADO_RECURSO_ELETRONIC_142071829919733SK1420718299BDanny Torrance não é um menino comum. É capaz de ouvir pensamentos e transportar-se no tempo. Danny é iluminado. Será uma maldição ou uma bênção? A resposta pode estar guardada na imponência assustadora do hotel Overlook.
Em O iluminado, quando Jack Torrance consegue o emprego de zelador no velho hotel, todos os problemas da família parecem estar solucionados. Não mais o desemprego e as noites de bebedeiras. Não mais o sofrimento da esposa, Wendy. Tranquilidade e ar puro para o pequeno Danny livrar-se das convulsões que assustam a família.
Só que o Overlook não é um hotel comum. O tempo esqueceu-se de enterrar velhos ódios e de cicatrizar antigas feridas, e espíritos malignos ainda residem nos corredores. O hotel é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança. É uma sentença de morte. E somente os poderes de Danny podem fazer frente à disseminação do mal.

Sinopse do filme:

4c2aa-postagem-o-iluminadoCom bloqueio criativo e precisando escrever um livro ao ser pressionado por seu editor, o escritor Jack Torrance (Jack Nicholson) decide seguir os conselhos de se isolar com sua mulher (Shelley Duvall) e seu filho. Assim, ele aceita trabalhar como vigia de um hotel, que seria fechado por uma temporada, no alto de uma montanha no Colorado. A beleza do local e o silêncio proporcionado pela distância da civilização seria uma situação perfeita para que ele conseguisse se inspirar para escrever, mas as coisas não acontecem como Jack pensava. Estranhamente, ele vai ficando cada dia mais agressivo sem motivos. Além disso, seu filho Danny parece estar com problemas. Ele demonstra ter visões e amigos imaginários, o que enlouquece ainda mais o pai. Cada dia em que a família Torrance passa no hotel, pior fica a situação para todos, o que cria uma dúvida sobre a existência de algum evento paranormal no local. Isolados no lugar pelo rigoroso inverno e pela neve que se acumula no lado de fora, os três terão de suportar até o fim do contrato de Jack, quando outros funcionários aparecerão para resgatá-los dali. Como a maioria dos autores de obras adaptadas por Kubrick, Stephen King, que escreveu a história, detestou a liberdade criativa do diretor, que alterou seu livro. Além dele, Jack Nicholson também se enfureceu com o cineasta, pelo seu perfeccionismo, que o faria realizar apenas mais dois filmes nos próximos 20 anos. O drama sobre a Guerra do Vietnã Nascido Para Matar é tido como um dos principais sobre o assunto. Já De Olhos Bem Fechados, com Tom Cruise e Nicole Kidman, finalizado pouco antes da morte do diretor, foi um dos mais mal-recebidos de Stanley Kubrick.

Anúncios

As livrarias mais encantadoras do mundo!

Eu sempre tive vontade de viajar para todos os lugares do mundo (principalmente para ver neve) e aqui está uma pequena lista de livrarias que eu adoraria conhecer! Esse também é o sonho de vocês?

El Ateneo, Buenos Aires, Argentina

María L. Fundes diz que foi “uma ideia genial converter um teatro dos anos 20, já fechado, em uma livraria de primeira. El Ateneo, é uma das melhores livrarias da América. A seleção de livros é amplíssima. Permanecem o cenário e o palco do antigo teatro. Uma maneira brilhante de desfrutar e recuperar edifícios antigos”.

Um os pontos mais lindos da capital argentina, é essa livraria que tem todo o charme de uma casa de ópera italiana, uma vez que foi montada dentro do antigo Teatro Grand Splendid. O local onde ficavam a plateia e camarotes tornaram-se corredores para acomodar os 120.000 livros disponíveis, e o antigo palco (com todos seus mecanismos de troca de cenário preservados) foram transformado em um elegante café.

Certamente não é o local ideal para comprar livros em Buenos Aires (preços melhores – e muitas vezes atendimento também – podem ser encontrados nas pequenas livrarias de esquina que são abundantes na cidade), mas é um local imperdível, considerados por muitos a livraria mais bonita do mundo.

El-Ateneo

ateneo02

Galignani, Paris, França

Depois de um período em Londres, Giovanni Antonio Galignani se instalou em Paris, onde criou uma pequena editora, abriu uma livraria e fundou um jornal. É a primeira livraria inglesa na Europa fora das ilhas britânicas. Foi instalada na Rua de Rivoli, onde abriu as portas com as melhores seleções de literatura anglo-americana e francesa, assim como uma seleção sem igual de livros de arte e moda.

Galignani

Livraria da Vila, São Paulo, Brasil

O “ABC” nota que São Paulo é a “capital gastronômica e cultural do Brasil”. A repórter elogia a construção arquitetônica, do “genial arquiteto” Isay Weinfeld — as portas são estantes —, e diz que, além de bela, a Livraria da Vila oferece espaço para bate-papo, concertos e exposições.

Livraria-da-Vila

El Péndulo, México

A livraria, é um espaço amplo e relaxante no qual se pode, além de desfrutar das calorosas tardes mexicanas, olhar livros, discos e vídeos. O local tem o toque original de ter plantas em seu interior. A livraria oferece concertos, cursos e tem um café-restaurante.

Como o próprio nome define, trata-se de uma mistura de livraria e café. A proposta do espaço é integrar livros, café e muito verde – e o resultado é lindo, e dá a sensação de ser extremamente acolhedor.

pendulo

Brentano’s, Paris, França

A oferta cultural de Paris é ilimitada. Suas livrarias também. A Brentano’s é uma livraria com quase 120 anos e que oferece um repertório variadíssimo para o leitor multicultural, interessado em ler em vários idiomas. A livraria é especializada em obras norte-americanas, já que a cadeia de livrarias surgiu nos Estados Unidos. Está situada na Avenida da Ópera, entre a Ópera Garnier, o Louvre e a Praça Vendôme.

Brentanos

Rizzoli, Nova York, Estados Unidos

É uma das livrarias mais simbólicas dos Estados Unidos. O espaço é acolhedor, as luzes tênue, o estilo é retrô e a seleção de livros, fantástica. É uma referência em pleno coração de Manhattan. Os livros de culinária são uma das especialidades desta livraria: o presente perfeito. A coleção completa da magnífica Editora Rizzoli está disponível, junto com uma extensa seleção de livros em italiano.

Rizzoli

Lello & Irmão, Porto, Portugal

Lello & Irmão é a livraria mais espetacular de Portugal e uma das mais bonitas do mundo. Situada no centro antigo da cidade do Porto, foi fundada em 1869. Na sede atual, está desde 1909. A mudança foi feita pelos irmãos Lello, seus segundos proprietários. A fachada é maravilhosa, mas o interior ainda é mais bonito. Lá tudo é surpreendente. No segundo piso são feitas exposições de arte e se pode desfrutar de um café.

Lello

lello2

Livraria Cultura, São Paulo, Brasil

Reconhecida como uma das livrarias de arquitetura mais original do mundo, a Livraria Cultura está situada no Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, é uma das favoritas dos bibliófilos da capital paulista. Isso em uma cidade com um grande número de livrarias: sabe-se que a venda em São Paulo de livros é uma das maiores do país.

Cabe ainda destacar que a livraria foi uma das pioneiras no conceito de criar espaços para os consumidores sentirem-se confortáveis e apreciarem os livros dentro da própria loja.

cultura01

Shakespeare & Company, Paris, França

Corredores apertados, cheios de livros por todos os lados, empilhados e abarrotados. Móveis com ar retrô espalhados de forma desordenada. Tudo isso garante à livraria Shakespeare & Company, curiosamente localizada na capital francesa, um jeitão singular – parece que a livraria em si saiu das páginas de um livro.

Shakespeare-Co

shakespeare

Bart’s Books, Ojai, Estados Unidos

É uma particularidade que torna essa livraria especial, ela é a maior livraria a céu aberto do mundo. Como suas dimensões são grandes demais, é difícil encontrar uma fotografia que faça jus a seu esplendor.

barts-books

Livraria Plural, Bratislava, Eslováquia

Moderna e com uma das combinações mais adoráveis do mundo: livros e escadas. Difícil não apaixonar-se pela Livraria Plural.

1328128893_bookshop_and_coffee_bar_plural_totalstudio_1326847952_mainimage_05_1200_space

Cook & Book, Bruxelas, Bélgica

Essa livraria parece tirada de um sonho surreal, com sua decoração pouco comum. Ao mesmo tempo, as cores escuras dão uma sensação claustrofóbica e quase macabra.cook