“Os Instrumentos Mortais” é acusada de plágio!

Oi pessoal! Vim contar para vocês um fato muito triste e que pode dar fim a tudo relacionado a Os Instrumentos Mortais

Ao que tudo indica a autora Sherrilyn Kenyon está acusando nossa amada Cassandra Clare de ter “roubado” a ideia dela para criar a série Os Instrumentos Mortais.

Sherrilyn Kenyon, colega de trabalho de Cassandra Clare, afirma que a saga literária Os Instrumentos Mortais e a série Shadowhunters foram copiadas consciente e deliberadamente dos livros de sua própria série chamada Dark-Hunters.

O primeiro livro da saga Dark-Hunter (que eu nunca ouvi falar) foi publicado em 1998, enquanto o livro Cidades dos Ossos foi publicado em 2007.

Dark-Hunter Continuar lendo

#FILME: Alvin e os Esquilos 4: na Estrada (2015)

58Título: Alvin e os Esquilos na Estrada

Diretor: Walt Becker.

Elenco: Jason Lee, Kimberly Williams-Paisley, Josh Green.

Gênero: Animação, Aventura, Comédia.

5/5

Ao retornar para casa, Dave (Jason Lee) encontra uma festa surpresa organizada por Alvin, Simon e Theodore para recepcioná-lo. É claro que o evento sai do controle, gerando inúmeras confusões. Irritado com o ocorrido, Dave avisa que viajará para Miami em breve e que deixará os jovens esquilos sob os cuidados de uma vizinha (Jennifer Coolidge). Só que, por acaso, os esquilos encontram em uma sacola um anel de noivado. Acreditando que Dave irá pedir a namorada Samantha (Kimberly Williams-Paisley) em casamento, Alvin e seus irmãos elaboram um plano para que o noivado não aconteça, já que acreditam que Dave possa abandoná-los. Quem irá ajudá-los nesta jornada é Miles (Josh Green), o filho de Samantha, que também não quer que eles se casem.

Após Alvin, Simon e Theodore fazerem uma festa em casa sem que Dave saiba, os esquilos são postos de castigo pelo “pai” que avisa que fará uma viagem para Miami com Samantha e não levará os esquilos. Quando Theodore encontra uma caixinha com um anel de noivado no meio das compras, Alvin e Simon ficam com medo de serem deixados de lado com o possível casamento de Dave e Samantha. Ter uma visão maternal na família não seria um problema para os esquilos se a moça não tivesse um filho adolescente que quer infernizar a vida deles.

Quando Alvin, Simon e Theodore contam para Miles que durante a viagem para Miami Dave vai pedir Samantha em casamento, eles resolvem se unir para impedir que o pedido aconteça. Então os quatro partem em uma viagem cansativa e muito divertida.

ALVIN AND THE CHIPMUNKS: THE ROAD CHIP

Desde o primeiro filme de Alvin e os Esquilos gostei muito desses animaizinhos cantores, mas este é o meu preferido da sequência. Assistir Alvin e os Esquilos na Estrada foi muito mais divertido do que quando assisti aos outros filmes desses esquilinhos.

Este filme se encaixa bem no gênero de comédia, a cena que achei mais engraçada foi quando Miles tentava burlar o sistema de segurança do aeroporto para embarcar no avião com os três esquilos e apenas uma passagem aérea. Dei muitas risadas nessa cena. Teve outras que também gostei muito, mas essa foi a minha preferida.

20151222-01-alvin-e-os-esquilos-na-estrada-papo-de-cinema

A canção que Alvin, Theodore, Simon e Miles compõem para Dave foi muito bonita, uma cena emocionante sobre o amor e comprometimento entre dois (ou nesse caso, mais do que dois) seres. Achei estranho que na dublagem tivessem traduzido a música, mas foi ótimo para entendermos a declaração que fizeram.

A cena que mais me deixou emocionada foi quando Dave levou os esquilos para o tribunal e, como eles haviam infringido muitas regras, deixou eles assustados com a possibilidade de ir para a cadeia. O que acontece logo em seguida foi a melhor lição de vida que os filmes de Alvin e os Esquilos já transmitiu.

003749

Mas e as Esquiletes? As Esquiletes fazem uma participação especial no final do filme, mas é um show breve e não é colocada muita ênfase na apresentação delas, na verdade elas agora estão no ramo de audições então acredito que ficarão um pouco sumidas nos próximos filmes (assim como nesse). Nesse filme o foco principal é a família de Dave e a possibilidade de aumentar a quantidade de integrantes dela.

#FILME: Winter, o golfinho (2011)

menu_bigTítulo: Winter, o golfinho

Diretor: Charles Martin Smith

Elenco: Harry Connick Jr, Ashley Judd, Nathan Gamble.

Gênero: Drama

nota filme 4,5

O menino Sawyer (Nathan Gamble), de apenas 11 anos, encontrou por acaso um golfinho encalhado na areia da praia, preso numa rede de pesca. Depois de ver o resgate do animal ser concluído pelo hospital marinho de sua cidade, Clearwater (Flórida), ele se sente atraído por saber mais sobre o destino do pobre animal e vai ao local visitá-lo. Lá, ele conhece o responsável pelo local, o Dr. Clay (Harry Conick Jr.), e sua filha (Cozi Zuehlsdorff), e começam uma nova amizade. O que eles não sabiam era que o animal iria reconhecer Sawyer e estabelecer com ele uma incrível conexão, decisiva para sua melhora e possibilidade de continuar vivendo. Inspirado em fatos reais.

Desde pequena eu sempre gostei de filmes com animais e a história de Winter me chamou muito a atenção, provavelmente por ser baseada em fatos reais.

Winter é encontrado por um garoto chamado Sawyer, o menino, ao ver que o animal estava enroscado em redes de pesca na praia, ajudou a soltá-lo enquanto o resgate chegava. Após ser resgatado, o golfinho foi levado para um hospital marinho onde recebeu cuidados, mas infelizmente logo foi descoberto que sua cauda teria que ser amputada.

winter-o-golfinho-03

Mesmo sabendo que o golfinho estava sendo tratado, o menino sentia necessidade de vê-lo, logo uma forte amizade surgiu e Winter passou a confiar completamente em Sawyer para ajudá-la. Mas isso também não foi o bastante, quando a cauda foi amputada o veterinário percebeu que a nova maneira de nadar estava traumatizando a coluna do animal, algum tempo depois o menino teve a brilhante ideia de colocar uma prótese em Winter para que ela pudesse nadar corretamente. No entanto, criar uma prótese para um animal marinho não poderia ser fácil.

Winter-o-Golfinho (1)

O filme é maravilhoso para assistir com crianças e as cenas balançaram meus sentimentos. É um filme sobre superar os obstáculos e apresenta muito bem essa característica. Além da história de Winter, também conhecemos um pouco da história do primo de Sawyer que foi lutar na guerra para conseguir dinheiro e ir atrás de seus sonhos como nadador.

#FILME: Cinderella (2015)

Cinderella_2015_official_posterDiretor: Kenneth Branagh

Elenco: Cate Blanchett, Lily James, Richard Madden, Stellan Skarsgård, Holliday Grainger, Derek Jacobi, Helena Bonham Carter.

Gênero: Fantasia, Romance.

nota filme 5

Após a trágica e inesperada morte do seu pai, Ella (Lily James) fica à mercê da sua terrível madrasta, Lady Tremaine (Cate Blanchett), e suas filhas Anastasia e Drisella. A jovem ganha o apelido de Cinderela e é obrigada a trabalhar como empregada na sua própria casa, mas continua otimista com a vida. Passeando na floresta, ela se encanta por um corajoso estranho (Richard Madden), sem desconfiar que ele é o príncipe do castelo. Cinderela recebe um convite para o grande baile e acredita que pode voltar a encontrar sua alma gêmea, mas seus planos vão por água abaixo quando a madrasta má rasga seu vestido. Agora, será preciso uma fada madrinha (Helena Bonham Carter) para mudar o seu destino…

Sempre achei a história da Cinderela muito bonita e a gravação desse filme não me desapontou. Até os atores são bonitos e interpretaram muito bem os papeis. As cenas são lindíssimas! A minha favorita é o primeiro encontro de Ella com o aprendiz príncipe.

maxresdefault

A dedicação de Ella em ser honesta e corajosa, como havia prometido para sua mãe, marca bem o caráter dela e, infelizmente, não a ajuda no relacionamento com a madrasta nem as meio-irmãs. Apesar de todos os maus tratos que Ella tem que tolerar, se não fosse a maldade das pessoas que se tornaram “família”, ela nunca teria fugido e conhecido o príncipe.

Demorei um pouco para assistir o filme porque queria assisti-lo com minha mãe. Tanto ela quanto eu adoramos o filme e as mensagens que ele transmite. É um ótimo filme para assistir com crianças e/ou pessoas de outras idades, nos faz lembrar que devemos saber diferenciar quem são nossos verdadeiros amigos e quem apenas quer nos usar (como a família “adotiva” de Ella que apenas a maltratava).

#FILME: Os Instrumentos Mortais – Cidade dos Ossos (2013)

21025942_20130809010733221Diretor: Harald Zwart

Elenco: Lily Collins, Jamie Campbell Bower, Robert Sheehan, Lena Headey.

Gênero: Fantasia, Ação, Aventura.

nota filme 4,5

 

Clary Fray (Lilly Collins) presenciou um misterioso assassinato, mas ela não sabe o que fazer porque o corpo da vítima sumiu e parece que ninguém viu os envolvidos no crime. Para piorar a situação, sua mãe desapareceu sem deixar vestígios e agora ela precisa sair em busca dela em uma Nova Iorque diferente, repleta de demônios, magos, fadas, lobisomens, entre outros grupos igualmente fantásticos. Para ajudá-la, Fray conta com os amigos Simon (Robert Sheehan) e o caçador de demônios Jace Wayland (Jamie Campbell Bower), mas acaba se envolvendo também em uma complicada paixão.

Quando assisti ao filme tive a impressão de que muitas cenas interessantes tiveram que ser cortadas para poder ter todas as cenas “importantes”, assim que eu ler o livro lhes informarei se essa suspeita é verdadeira.

Enquanto Clary tenta entender esse mundo que está, finalmente, sendo apresentado a ela, também precisa aprender a lidar com um romance indesejado e o desaparecimento de sua mãe. O filme apresenta muitas cenas de ação e aventura, é maravilhoso! Depois de assisti-lo pela segunda, vez fiquei com vontade de ler o livro e já iniciei a leitura, em breve teremos resenha do livro Cidade dos Ossos aqui no blog.

filme-post

Descobrir que todo seu passado foi apagado de sua memória por um simples pedido de sua mãe foi desconcertante, mas assim que Clary passa a entender os motivos que levaram sua mãe a fazer isso, a garota já precisa estar pronta para relembrar e salvar o futuro da humanidade.

cdo-still19-620x350-1376762686

Gostei muito desse filme e estou ansiosa para assistir o próximo de Instrumentos Mortais. Infelizmente não consegui encontrar informações sobre o filme Cidade das Cinzas que seria a continuação de Cidade dos Ossos, mas descobri que a ABC Family irá estrear no início de 2016 a série Shadowhunters (caçadores de sombras).

#FILME: O Último Caçador de Bruxas (2015)

aaDiretor: Breck Eisner

Elenco: Vin Diesel, Rose Leslie, Elijah Wood, Michael Caine.

Gênero: Fantasia, Ação.

nota filme 4,5

Amaldiçoado com a imortalidade, o caçador de bruxas Kaulder (Vin Diesel) é obrigado a enfrentar mais uma vez sua maior inimiga e unir forças com a jovem bruxa Chloe (Rose Leslie) para impedir que uma convenção espalhe uma terrível praga pela cidade.

A história do filme é muito boa! Logo após a peste negra ter sido lançada muitas pessoas morreram, inclusive crianças, alguns homens que sobreviveram foram atrás da rainha das bruxas com intuito de vingar seus familiares e amigos que perderam. Kaulder consegue alcançar a bruxa e a mata com sua espada em chamas, mas pouco antes de morrer ela o amaldiçoa a viver eternamente.

O que vocês fariam se fossem imortais? Kaulder usa seus 800 anos caçando bruxas más. O enredo é fantástico, a única coisa que não me agradou foi a forma da rainha das bruxas que ficou um pouco a desejar, se ela fosse apresentada com forma humana como os outros bruxos do filme seria mais convincente.

Teve uma parte do filme que fiquei pensando… O caçador de bruxas que já tem 800 anos de experiências vividas confiou nas pessoas erradas, que diremos nós que, no final da vida, mal chegamos aos 100.

O-último-caçador-de-bruxas-crítica

Apesar de tudo o que acontece com o maravilhoso caçador, nada parece afetar sua forma de ser e seus motivos para lutar pela humanidade. O que, para os humanos que ele salva, é ótimo. Mesmo O Último Caçador de Bruxas tendo sido classificado com gênero de ação, notei mais aventura em suas cenas do que a própria ação.

Os filmes com Vin Diesel ainda não me decepcionaram, esse é um ótimo filme de bruxaria nos dias atuais. Vale a pena assistir!

#FILME: Divergente (2014)

583093Diretor: Neil Burger

Elenco: Shailene Woodley, Theo James, Kate Winslet, Zoë Kravitz, Ansel Elgort, Jai Courtney, Ashley Judd, Miles Teller, Maggie Q.

Gênero: Ação, Aventura, Suspense, Ficção Científica.

nota filme 4

Divergente se passa na futurística Chicago. Quando a adolescente Beatrice (Shailene Woodley) completa 16 anos, ela tem que escolher entre as diferentes facções que a cidade está dividida. São cinco, e cada uma representa um valor diferente, e elas são: honestidade (Franqueza), generosidade (Amizade), coragem (Audácia), Inteligência (Erudição) e Altruismo (Abnegação). No dia de seu teste de aptidão,Tris descobre que é uma divergente, ou seja, apresenta uma personalidade para mais de uma facção.

Na cerimônia de escolha, Beatrice surpreende a todos e até a si mesma quando decide pela facção dos corajosos, escolhendo uma diferente da família, e tendo que abandonar o lar. Ao entrar para a Audácia, ela decide mudar seu nome para Tris e vai enfrentar uma jornada para afastar seus medos e descobrir quem é de verdade. Além disso, Tris conhece Quatro (Theo James), um rapaz mais experiente na facção que ela, que passa a ser seu instrutor de treinamento e que consegue intrigá-la e encantá-la ao mesmo tempo.

Tris vive em uma sociedade dividida em facções (Amizade, Erudição, Abnegação, Franqueza e Audácia), de tempos em tempos as crianças tem a oportunidade de escolher se querem permanecer na facção de origem ou mudar para outra, mas após essa escolha não há volta. Para ajudar nessa escolha é feito um teste que anuncia qual característica da pessoa é mais evidente.

sc3admbolos_divergente1

A protagonista nasceu na Abnegação, no entanto, por ser Divergente ela não se encaixava em apenas uma facção, ela se encaixava em três! Dentre as três facções estava Audácia, foi a que Tris escolheu. O que Tris não sabia é que não seria fácil conseguir sobreviver nela. A sociedade julga os Divergentes como pessoas incontroláveis e imprevisíveis, que podem vir a tornarem-se rebeldes e acabar com a paz, se descobrirem que ela é Divergente estará morta.

O filme é muito bom, essa é a segunda vez que assisto ao filme. Além de ação e aventura, tem bastante romance. Gosto muito de Tris e Quatro, a motivação e determinação de não ferir os amigos, mesmo sendo atacados por estes, é admirável.

Apesar de ser uma história divertida de assistir, não me interessou o suficiente para ler os livros.

images